A privacidade e proteção de dados dos cidadãos, num contexto de crescente troca de informações e interoperabilidade de sistemas intermediada pela Tecnologia da Informação (TI), dominou as discussões nesta quinta-feira (19), na abertura do terceiro dia da 13º Conferência Internacional sobre Tecnologia da Informação e Comunicação em Seguridade Social. O evento é realizado pela Associação Internacional de Seguridade Social (AISS) e organizado pela Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev) .

Representante da Universidade de Alcalá, na Espanha, José Antonio Gutiérrez de Mesa comentou a evolução que a interoperabilidade teve nos últimos 20 anos, sendo vista hoje como uma capacidade de transferência e uso de informações de forma uniforme para garantir benefícios a empresas, governos e economias.

“Cria uma relação especifica entre uma entidade e outra da forma mais apropriada possível para satisfazer os processos de negócios sem nenhum tipo de intervenção externa”, explicou, ressaltando que, entre os benefícios, está a melhoria na prestação de serviços públicos aos cidadãos.

Nesse contexto de troca de dados entre instituições e governos, emerge a questão de proteção e do tratamento dessas informações, além do cuidado para que elas não sejam usadas para outros fins além dos que originaram sua coleta. Representante da Superintendência de Seguridade Social do Chile, Rodrigo Moyá Garcia ressaltou que deve ser observada com que finalidade essa informação foi coletada pelo governo. (mais…)