Compensação previdenciária tem novo sistema a partir de dezembro

26 de outubro de 2012 | Postado por Previdencia em Notícias

O novo sistema de Compensação Previdenciária entre os Regimes de Previdência Social (Comprev) passará a funcionar a partir do dia 3 de dezembro. Nessa data haverá a migração para as novas plataforma e tecnologia. A chefe da divisão de Compensação Previdenciária do INSS, Josirene da Costa Santana Lourenço, destacou que a partir do próximo ano os benefícios da alteração começarao a ser percebidos.

“Até para alterar o sistema, se houver necessidade, será mais fácil. Mas, fundamentalmente, a nova tecnologia permitirá maior agilidade e, sobretudo, estabilidade. Hoje é comum receber reclamações de que o sistema caiu ou passou um período sem funcionar. Nesses casos, temos sugerido que aquele operador tente novamente após às 18 horas. A migração vai permitir que o sistema fique disponível na hora em que o usuário precisar dele”, destacou Josirene Lourenço.

A servidora do INSS expôs detalhes da migração do Sistema Comprev no último dia da 7ª Reunião Extraordinária do Conselho Nacional dos Dirigentes de Regimes Próprios de Previdência Social (Conaprev), realizada em Vitória (ES). Ela lembrou que a iniciativa de alterar o sistema partiu de um termo de ajustamenteo de conduta assinado entre o Tribunal de Contas da União (TCU), o INSS e a Dataprev. A intenção inicial era a redução de gastos, mas, além do ponto de vista financeiro, a medida permite melhorar o sistema e a tecnologia utilizada.

Até essa semana, dos 1.500 entes federativos cadastrados no sistema Comprev, 750 haviam feito o recadastramento – medida necessária para ter acesso à nova plataforma. Josirene explicou que muitos dos que não se pronunciaram ainda são operadores de unidades que nunca apresentaram sequer um requerimento solicitando compensação. Das 1.500, calculou, 500 estão na situação de ter assinado o acordo, mas sem colocá-lo ainda em operação. Entre os estados, 99% já se cadastraram. Esse percentual entre as capitais é de 67%. E, entre os municípios, 45%. (Roberto Homem)

Print Friendly
Be Sociable, Share!

Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0 You can skip to the end and leave a response. Pinging is currently not allowed.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>