Experiências de sistemas em previdência social são apresentadas na ICT 2012

18 de abril de 2012 | Postado por Previdencia em Notícias
A exposição de diferentes experiências internacionais em tecnologia da informação na área de políticas sociais com destaque para as melhores práticas e a apresentação de projetos inovadores em seguridade social. Esse foi o foco das apresentações da tarde desta quarta-feira (18) na 13º Conferência Internacional sobre Tecnologia da Informação e Comunicação em Seguridade Social. O evento, que segue até a próxima sexta-feira (20), em Brasília (DF), é promovido pela Associação Internacional de Seguridade Social (AISS) e pela Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev).

Durante as apresentações desta tarde, diferentes estudos de caso nacionais, fundamentados a partir da diversidade de cenários e perspectivas regionais, puderam ser analisados.

A representante de Cabo Verde, Leonesa Fortes, fez a apresentação do sistema único integrado de previdência implantado pelo Instituto Nacional de Previdência Social local que permitiu a convergência com outros diferentes sistemas e programas governamentais.

Já Karim Tazi, do Regime Coletivo de Licenças e Aposentadoria do Marrocos, apresentou os avanços nos sistemas de tecnologia de seguridade marroquinos que permitiram a redução do período de atendimento à população e maior rapidez no processamento de pensões e de respostas às reclamações dos cidadãos.

O representante do Departamento de Serviços Humanos da Austrália, Gary Sterrenberg, destacou a implantação de uma nova geração de serviços governamentais por meio da facilitação do acesso aos serviços previdenciários e do aumento da rede de atendimento pelo país. Entre as iniciativas pioneiras, destacam-se projetos de integração com organizações não-governamentais, implantação de quiosques de serviços de autoatendimento em centros comunitários de áreas rurais australianas, além de avanços na prestação de serviços on-line.

Já Jackie Morin, representante da União Europeia (UE), deu destaque ao intercâmbio eletrônico de informações de seguridade social existente entre os países da comunidade e que hoje se tornou obrigatório entre seus membros. Para Morin essa integração é um processo desafiador, diante da diversidade de sistemas existentes entre os estados membros que incluem diversidades regulatórias como diferenças na idade de concessão de aposentadoria e dos conceitos de invalidez.

De forma semelhante, Alberto Mariuzzo, da Organização Ibero-americana de Seguridade Social (OISS), destacou o sistema de reconhecimento de aposentadorias entre os imigrantes do Mercosul. Para Mariuzzo, a integração de dados e processos de seguridade entre os cidadãos do Mercosul é viabilizada por meio de um sistema unificado para intercambio de dados regulado por uma unidade administradora composta por representantes dos quatro países membros do bloco: Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai.

Evento – A 13º Conferência Internacional da AISS está sendo realizada no Centro de Eventos e Treinamentos do CNTC, em Brasília, até a próxima sexta-feira (20). Participam do evento representantes de instituições de seguridade social de mais de 60 países membros da Associação.

A Conferência reúne ainda integrantes da Comissão Europeia, do Sistema de Intercâmbio de Dados de Seguridade Social (EESSI), da Organização Ibero- Americana de Seguridade Social (OISS), da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e do Banco Mundial. (Ana Carolina Melo).

Print Friendly
Be Sociable, Share!

Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0 You can skip to the end and leave a response. Pinging is currently not allowed.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>