Seu Linderval Tavares, morador de Natal (RN), viúvo da segurada do INSS Maria do Carmo, sabe a importância e valor da pensão previdenciária, que passou a receber desde a morte da esposa, no início de 2014. Tavares sempre viveu com muitas dificuldades. Quando aparecia serviço, fazia pequenos biscates como ofice-boy, que lhe rendiam algum dinheiro. Hoje ele sobrevive com a pensão deixada pela esposa, após sua morte.

A família do segurado da Previdência Social, que falecer, tem direito a receber a pensão por morte. O benefício pode ser pago, também, aos pais e irmãos até 21 anos ou inválidos de qualquer idade, desde que comprovem que dependiam financeiramente do falecido. No caso de existirem filhos gerados em núcleos familiares diferentes, o valor da pensão é dividido igualmente entre eles.

Para a concessão da pensão por morte, não é exigida a carência (tempo mínimo de contribuição), porém é necessário que o trabalhador esteja contribuindo com a Previdência Social ou tenha contribuído para o sistema nos últimos 12 meses e, dessa forma, mantenha a qualidade de segurado para garantir que sua família seja amparada, após a sua morte. (mais…)

Todas as novas Agências da Previdência Social estão sendo equipadas com mobiliario novo e estão dentro das normas de acessibilidiade. Foto: Divulgação Ascom/MPS

Os moradores de São Bento, localizado no interior de Maranhão, a 301 km de São Luís, passam a contar com uma Agência de Previdência Social (APS) própria a partir desta quinta-feira (30). Além do município, a unidade atenderá também as cidades vizinhas de Palmeirândia, Bacurituba, Cajapió e São Vicente Ferrer, beneficiando a uma população de mais de  96 mil habitantes.

Na região, o INSS paga mensalmente mais de  R$ 13milhões em benefícios.  Antes, a população precisava se deslocar até a agência de Pinheiro para requerer os benefícios da Previdência. Após a inauguração, o INSS passa a contar com 45 Agências da Previdência Social no Maranhão, ampliando ainda mais a rede de atendimento da Instituição e diminuindo a distância entre a Previdência e a população. A Agência de São Bento está localizada  na Rua Cel. Luis Reis, s/n, Centro.  (Lissandra Pires/SCS INSS MA)

Tempo de áudio- 52 seg

LOC/REPÓRTER: O INSS vai leiloar, no dia 11 de novembro, quatro andares de um prédio comercial na Rua 24 de Maio – região central da capital paulista. O leilão vai ser no Viaduto Santa Ifigênia, 266, no 14.º andar. Para participar dos leilões, o interessado pode retirar a guia de caução no prédio do Viaduto, no 5.º andar, de segunda a sexta-feira, das oito da manhã às quatro da tarde. O prazo para a retirada da guia vai até o dia 7 de novembro, às duas horas da tarde. O recolhimento da caução, que é de 5% do valor do imóvel, deve ser feito na Caixa Econômica Federal, até o dia 10 de novembro. Mais informações no nosso site www.previdencia.gov.br, no link Leilão de imóveis.

De Brasília, Renata Brumano

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Tempo de áudio: 38 seg

LOC/REPÓRTER:  As Agências da Previdência Social fecham nesta terça-feira, dia 28 de outubro,  em função do feriado pelo Dia do Servidor Público. O cidadão que precisar entrar em contato com a Previdência Social pode ligar para a Central 135 que funciona normalmente durante o feriado. O atendimento pela internet também não sofrerá qualquer alteração. Na Agência Eletrônica, o segurado pode agendar atendimento nas agências para requerer benefícios ou outros serviços previdenciários, fazer simulações e obter informações. O endereço  é www.previdencia.gov.br.

De Brasília, Ligia Borges

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

As unidades flutuantes levam à população ribeirinha todos os serviços disponíveis nas agências da Previdência Social

Mais de 39 mil atendimentos e 7.405 benefícios concedidos. Esse foi o resultado alcançado pelo trabalho realizado pela Previdência no Amazonas, pelas unidades móveis flutuantes. O INSS no Amazonas mantém uma unidade móvel flutuante PREVBarco e atende em outras três unidades Puxirum, Puxirum II e Zona Franca Verde, por meio de um convênio, do projeto Pronto Atendimento Itinerante (PAI), da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (SEAS). Com esse trabalho, a Previdência Social garante o reconhecimento do direito e o pagamento de benefícios previdenciários e assistenciais às comunidades mais isoladas da Amazônia.

São 46 municípios amazonenses que recebem o atendimento previdenciário em lugares onde não existem Agências da Previdência Social. Segundo Clizares Santana, gerente do PREVBarco, a expectativa é de que, até dezembro, o atendimento previdenciário seja levado a 60 municípios e a mais de 100 comunidades ribeirinhas, com projeção de 30 mil atendimentos. (mais…)

Tempo de áudio: 56 seg

LOC/REPÓRTER: O pagamento da folha de outubro dos segurados do INSS começa nesta segunda-feira, dia 27 de outubro. Nesta data, os depósitos começam a ser liberados para quem recebe até um salário mínimo e possui cartão com final 1, desconsiderando-se o dígito. Para queles que recebem acima do salário mínimo, o pagamento começa a ser depositado no dia 3 de novembro. O calendário de depósitos da folha de outubro segue até o dia 7 de novembro.

O Extrato de Pagamento de Benefícios já está disponível para consulta dos segurados nos terminais de autoatendimento dos bancos pagadores. A consulta ao extrato permite ao segurado visualizar o valor do pagamento dos benefícios. A consulta também pode ser feita no site da Previdência Social. O endereço é www.previdencia.gov.br.

De Brasília, Ligia Borges.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Tempo áudio- 59 seg

LOC/REPÓRTER: Os segurados e beneficiários da Previdência Social devem manter seus endereços atualizados junto à Previdência para continuar recebendo as correspondências oficiais da instituição, como o extrato anual e a carta de concessão de benefício.

Aposentados e pensionistas podem fazer a atualização pelo site da Previdência Social, no item Serviços ao Cidadão. A atualização também está disponível na Central de Atendimento, pelo telefone 135. Para atualizar o endereço tenha em mãos número do benefício, data de nascimento, CEP, nome completo e CPF do beneficiário.

No caso de contribuinte pessoa física, será necessário informar o NIT, PIS ou PASEP e a senha, que, por motivo de segurança, somente pode ser retirada numa Agência da Previdência Social. Para mais informações, acesse nosso site: www.previdencia.gov.br.

De Brasília, Renata Brumano

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Tempo de áudio- 3 min e 21 seg

LOC/REPÓRTER – Olá, ouvintes. Estamos aqui com o chefe da Divisão de Acordos Internacionais do Ministério da Previdência Social, José Natal

Chefe da Divisão de Acordos Internacionais da Previdência Social, José Natal dos Anjos (esq), esclarece sobre benefícios dos acordos previdenciários. Foto: Ligia Borges

dos Anjos, que vai nos esclarecer um pouco sobre os Acordos Internacionais de Previdência Social que o Brasil tem assinado com outros países nos últimos anos. José Natal, qual é a grande vantagem dos acordos previdenciários para o segurado?

TEC/SONORA – Chefe da Divisão de Acordos Internacionais do Ministério da Previdência Social, José Natal dos Anjos

O maior benefício que os acordos de previdência proporcionam é a totalização dos períodos de contribuição. Por força do acordo, os segurados que contribuíram para a Previdência do Brasil e do país acordante podem somar esses períodos de contribuição para requerer os benefícios previstos no respectivo acordo. (mais…)

 

Maria Eliene, conhecida na comunidade Jardim, em Fortim/CE, como Maninha é pescadora artesanal. Foto: Arquivo Pessoal

“A gente acorda conforme a maré”. Assim começa o dia para o pescador, conta Maria Eliene, 44, conhecida na comunidade Jardim, em Fortim/CE, como Maninha.  “Às vezes, a gente acorda às 3h. Outras vezes, às 5h”.  Depois de quatro horas no rio, pescando o sururu, Maninha volta para casa, onde cozinha, descasca e limpa o marisco, até deixá-lo adequado para a venda e o consumo. Vivencia esta rotina desde a infância, realizando as tarefas domésticas entremeio à atividade pesqueira. Casada há trinta anos e prestes a concluir o ensino médio, Maninha têm quatro filhos, sendo que apenas um deles permanece na pesca.

Maninha e o filho são pescadores artesanais e, por isso, fazem parte da categoria de segurados especiais. Essa condição garante aos dois a proteção da Previdência Social naquelas situações que impedem as pessoas de trabalhar para prover o próprio sustento, como na gravidez, doença, velhice, prisão ou morte. Além do pescador artesanal, também os lavradores, que trabalhem em regime de economia familiar, e o indígena, assim reconhecido pela Fundação Nacional do Índio (FUNAI), podem ser considerados segurados especiais, desde de que possuam algumas características específicas. (mais…)

Tempo de áudio- 1 min e 32 seg

LOC/REPÓRTER: A Previdência Social mantém um grupo de benefícios assistenciais a idosos com mais de 65 anos e pessoas que tenham deficiência. Só recebe quem tem renda familiar menor que ¼ do salário mínimo. São os Benefícios de Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social (BPC). O valor do benefício é de um salário mínimo. Para ter direito não é necessário ter contribuído para a Previdência.No caso do benefício para os idosos, é necessário ter mais de 65 anos, renda familiar menor que ¼ do mínimo, ser de nacionalidade brasileira ou portuguesa, morar no Brasil e não receber qualquer outro benefício da Seguridade Social ou de outro regime.

LOC/REPÓRTER: Já os deficientes têm direito ao benefício quando há impedimentos de longo prazo de natureza física, mental, intelectual ou sensorial. A concessão do benefício de prestação continuada para deficientes depende de avaliação da perícia médica do INSS. O deficiente deve ser  de nacionalidade brasileira ou portuguesa, morar no Brasil e não receber qualquer outro benefício da Seguridade Social ou de outro regime. Os únicos benefícios que podem ser acumulados por quem recebe o BPC  são os de assistência médica e a pensão especial de natureza indenizatória. Para requerer o benefício de prestação continuada, o cidadão deve agendar o atendimento na Central de Atendimento 135 ou pelo site da Previdência www.previdencia.gov.br.

De Brasília, Renata Brumano.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.